Fungos no couro cabeludo

Preste atenção a esse sinais: casquinhas no couro cabeludo coçam, cabelos quebrados próximo ao couro cabeludo e descamação. Isso pode ser uma infecção fúngica nos cabelos e couro cabeludo. Assim como o restante da pele, o couro cabeludo também está exposto a infecções com fungos.

micose do couro cabeludo - Fungos no couro cabeludo

Como surgem os fungos?

Os fungos do tipo dermatófitos, como os que causam a tinea capitis, são organismos que se alimentam de células mortas (queratinócitos) do organismo, presentes na pele, unhas e cabelos. Por isso, a infecção se espalha muito facilmente no próprio indivíduo e também de um indivíduo para o outro. 

As formas mais comuns de contágio são o contato direto com o couro cabeludo de uma pessoa infectada. Se vocês dormem juntos, por exemplo. Outra possibilidade é o compartilhamento de itens de higiene pessoal, como pentes, escovas e toalhas de banho. 

Como todos os fungos, a tinea capitis tem preferência por ambientes quentes e úmidos. Assim, a cabeça suada é o ambiente perfeito para sua proliferação. Evite permanecer com o cabelo preso após algum exercício físico, por exemplo.

O hábito de dormir com os cabelos molhados também pode causar a proliferação desses fungos, pois o cabelo fica por muito tempo abafado em contato com o travesseiro. Evite também prender os cabelos ainda molhados.

Quais são os principais sintomas?

O sintoma mais frequente dessa micose são áreas de alopécia no couro cabeludo, que coçam e têm aparência descamativa e avermelhada. Além disso, os fungos também podem causar a quebra do cabelo próximo ao couro cabeludo.

Os pacientes afetados também podem sentir:

  • coceira no couro cabeludo.
  • linfonodos inchados, principalmente na região do pescoço (as chamadas “ínguas”) e febre baixa se houver infecção bacteriana concomitante.

 Se a infecção atingir um estágio mais grave, o paciente pode desenvolver kerions, que são crostas de pus que podem causar pontos de calvície permanente e cicatrizes.

Como tratar?

O tratamento para esta doença é mais intenso do que a micose que ocorre na pele.

Assim que sentirem os sintomas é aconselhável visitar o dermatologista ou um dos centros especializados no cuidado do cabelo, para começar o tratamento a tempo com o intuito de evitar que a doença se propague a outras partes do corpo.

Uma arma para combater os fungos do couro cabeludo são os xampus medicinais à base de sulfeto de selênio, cetoconazol e pitirionato de zinco, substâncias fungicidas e fungistáticas.  O paciente deverá deixar o xampu agir por 5 minutos antes de enxaguar. O uso pode ser prolongado.

Uma dica de tratamento caseiro é o vinagre de maçã.

O vinagre de maçã é um produto muito útil na cozinha. Devido às suas propriedades antifúngicas e antibacterianas, é ideal para combater os fungos. Portanto, você poderá aplicá-lo de uma maneira simples para aproveitar todos os seus benefícios.

Ingredientes

  • ¼ de xícara de vinagre (62 ml)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Modo de preparo

  • Dilua o vinagre de maçã no copo de água.
  • Aplique a mistura no couro cabeludo e deixe agir por 10 minutos e depois lave em água abundante.

E aí, gostaram?

Vamos confessar que ninguém merece ficar com fungos no couro cabeludo. Então agora você já conhece as principais causas, como identificar e como tratar. Não é mesmo? Então nada de dar bobeira por aí heinnn. Nos encontramos no próximo artigo. Dá uma conferida no último artigo sobre acne. Tenho certeza que você vai amar as diquinhas que estão lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *